Google supera expectativas e alcança US$ 75 bilhões de faturamento em 2015

A Google faturou cerca de US$75 bilhões em 2015 (aproximadamente R$ 300 bilhões), apontam os dados divulgados pela empresa após o fechamento do quarto trimestre do ano passado. A empresa surpreendeu analistas ao bater suas expectativas de consenso tanto negativas quanto positivas. Ruth Porat, CFO da Alphabet, empresa que controla o gigante de buscas, disse que o crescimento de receita da empresa foi um produto da aceleração de busca móvel por celulares e também do YouTube.

A receita do quarto trimestre foi de US$ 21,3 bilhões contra as expectativas de US$ 20,8 bilhões. Os lucros por ação foram de US$ 8,67 em comparação com as expectativas de US$ 8,09. A receita anual foi de quase US$ 75 bilhões.

Este foi o primeiro trimestre em que a Alphabet proporcionou maior visibilidade sobre o desempenho das receitas da Google . Houve uma significativa perda operacional de US$ 3,5 bilhões, que cresceu face ao ano anterior, no qual a perda foi de US$1,9 bilhões.

A Google informou que o número de cliques pagos subiu 31% na comparação ano a ano, mas o CPC (custo por clique) caiu 13%, por sua vez. Os investidores tornaram-se menos preocupados com esse declínio por conta do crescimento dos cliques pagos e das receitas móveis em particular. Nota da Conteúdo sob Demanda: isso ocorre por uma mudança de comportamento no mercado de publicidade online. Com o crescimento da publicidade nativa e do marketing de conteúdo, dois aspectos com que a Conteúdo sob Demanda trabalha, o resultado natural é justamente este, para os clientes: aumento no número de cliques e queda vertiginosa no custo por clique. A melhora nos resultados das empresas faz com que invistam ainda mais em publicidade online.

Leia também:  Marketing de conteúdo - para que serve

A divulgação

A maioria das perguntas dos analistas se concentraram em uma forma ou de outra sobre o crescimento e as perspectivas futuras, a posição competitiva da Google e despesas.

A perguntas foram focadas em negócios corporativos na nuvem da Google (e quão competitivo é com Amazon e Microsoft) entre outras coisas. Até agora, as perguntas foram simples, e por isso têm as respostas.

Várias perguntas foram sobre as perdas relatadas por outras apostas. Porat argumenta que estes são investimentos de longo prazo, e os investidores não devem esperar que a rentabilidade a curto prazo.

Havia dúvidas sobre gastos de capital e investimentos em curso da Google. Como seria de esperar, Porat, da Google, os definiu como fundamental para o sucesso a longo prazo.

Questionado sobre o mundo em desenvolvimento, Sundar Pichai, CEO da Alphabet, disse que 80%  de visualizações no YouTube vêm de fora os EUA. Pichai disse que, embora a busca no desktop ainda seja relevante, há uma "mudança secular" para os celulares acontecendo para os negócios da Google.

Concorrentes

  • A Apple faturou US$ 234 bilhões em 2015 (aproximadamente R$ 936 bilhões), um crescimento de 28% em relação ao ano anterior.
  • O Facebook faturou US$ 18 bilhões no mesmo período (aproximadamente R$ 72 bilhões)
  • Microsoft faturou US$ 93,6 bilhões no mesmo período (aproximadamente R$ 374 bilhões)

Curiosidade: somadas, Google, Apple, Microsoft e Facebook arrecadaram quase R$ 1,7 trilhões em 2015. Isso é mais do que o governo brasileiro arrecadou em impostos no ano passado (cerca de R$ 1,2 trilhões).

Leia também:  Resultados esperados com blog corporativo

Quer melhorar os seus resultados digitais? Peça um orçamento gratuito!

NOME*

E-MAIL*

TELEFONE

MENSAGEM

Please leave this field empty.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você precisa esatr Logado para postar um comentário.