Marketing digital e de conteúdo para empresas do ramo alimentício

Há dois tipos de público que podem ser abordados através do marketing digital e de conteúdo para o ramo alimentício. Conheça.

Uma empresa não é igual à outra. E organizações do ramo alimentício podem ter objetivos diversos de marketing. Todos eles podem ter seus resultados reforçados, de algum modo, por marketing digital ou de conteúdo.

Exemplificando: algumas empresas podem ter como objetivo montar uma boa rede de representantes ou de clientes varejistas, com marketing voltado especificamente a este tipo de público. É uma comunicação business-to-business (B2B), que deve ser bem direcionada para canais e palavras-chave bem específicas.

Nachos

Outras, por seu lado, pretendem aumentar a demanda por seus produtos e torná-los conhecidos do público. Alimentando a busca, pretendem receber maior número de pedidos por parte dos varejistas.

Para cada iniciativa, uma estratégia de marketing digital diferente deve ser adotada. O que é comum a elas é que será necessário produzir conteúdo diferenciado para cada finalidade, levando-se em conta:

  • Canais que serão utilizados (busca, redes sociais, etc.);
  • Público-alvo (personas) que se deseja atingir;
  • Formatos de conteúdo que apelarão a cada tipo de público.

Por exemplo, para uma empresa que pretenda atingir seu público em canais B2B, pode fazer todo o sentido focar campanhas em Google e LinkedIn, produzindo conteúdos de interesse de empresários ou revendedores e focando em páginas que listem atacadistas.

Leia também:  O que é marketing digital?

Por outro lado, uma empresa que pretenda divulgar sua marca deve aproveitar melhor possibilidades de memes e hypes que possam se associar à sua marca no Facebook ou apelar para receitas que envolvam o uso de seus produtos, utilizando o conceito de publicidade nativa.

Métricas de desempenho (KPIs)

Assim como a estratégia e o tipo de conteúdo são diferentes para cada setor, as métricas de desempenho também variam. No primeiro caso (B2B), os KPIs são aqueles diretamente relacionados ao negócio em si: número de leads gerados, tamanho dos pedidos, faturamento, deixando páginas visualizadas, curtidas, compartilhamentos e outras métricas em segundo plano.

Já no segundo caso, de apelo diretamente ao público final, métricas como páginas visualizadas e engajamento são, num primeiro momento, muito mais significativas para a iniciativa. É claro que não se deve esquecer dos leads e pedidos, mas a relação entre a exposição da marca e seus resultados em volume de negócios tende a ser mais lenta.

Precisa de ajuda para sua estratégia de marketing digital e de conteúdo para sua empresa do setor alimentício? Nós sabemos fazer. Entre em contato conosco.

Quer melhorar os seus resultados digitais? Peça um orçamento gratuito!

NOME*

E-MAIL*

TELEFONE

MENSAGEM

Please leave this field empty.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você precisa esatr Logado para postar um comentário.