Como cobrir um tópico em profundidade

Saiba como abordar um assunto com profundidade sem ser enfadonho

Nos dias de hoje, para uma página aparecer bem nos buscadores, é preciso que o conteúdo seja especializado. Bem escrito, tecnicamente correto, soando como se fosse escrito por especialista ou entusiasta da área, sem, no entanto, ficar técnico demais. Enfim, é necessário que o texto seja bem informado numa linguagem compatível com a de seu leitor.

E uma das características de um especialista é escrever material extenso sobre um determinado assunto. São necessárias milhares e milhares de palavras sobre um determinado tópico para que buscadores comecem a ver seu site como uma possível autoridade sobre aquele tema.

Tais necessidades levaram os buscadores a privilegiar textos longos sobre determinados tópicos, com 2.000 palavras ou mais. Textos assim são bons para usuários que desejam aprender profundamente sobre um assunto genérico e devem fazer parte do portfólio de qualquer empresa.

Mas e quanto àqueles usuários que apenas desejam uma informação rápida sobre a realidade de seu mercado, uma análise sobre os últimos dados de seu ramo, as novidades sobre a última lei que afeta seu negócio? E quanto àqueles que estão relaxados, lendo as atualizações de seus amigos e familiares no Facebook? Estarão dispostos a ler textos muito longos?

Pois saiba que é possível cobrir um tópico com profundidade sem escrever textos longos. O segredo está em dividir o assunto em vários textos (idealmente em torno de 400-500 palavras, para ficar bom para smartphones e redes sociais e não ser curto demais) e caprichar nos links internos.

Leia também:  Dicas para aumentar o tráfego do seu site

Funciona assim: você pega um determinado assunto, genérico. Num supermercado, por exemplo, você quer falar sobre “banana”. Os assuntos que você pode tratar são: “tipos de banana”, “benefícios da banana”, “receitas de banana”, “banana empanada”, “banana frita”, etc.

Cada um desses assuntos pode e deve ser um texto diferente. É importante que cada um desses seja focado no tópico, sem repetir aquilo que existe em outros textos, algo que os buscadores não veem bem. Ou seja, não se deve fazer três ou quatro textos sobre “características da banana”, basicamente dizendo a mesma coisa. No lugar disso, deve-se tratar, especificamente, cada tópico. Isso porque os buscadores conseguem extrair que conceitos são usados em cada página (veja como no AlchemyAPI, em inglês). Se todas as páginas sobre aquele assunto falam basicamente sobre os mesmos conceitos, somente uma tende a aparecer bem na busca. Por isso, é importante que se cubra, em cada página, conceitos diferentes, englobando todos os possíveis, em textos originais, ao longo de vários textos diferentes.

Nos links internos, deixa-se claro que os artigos são parte de uma série. Pode ser um “saiba mais” no meio do texto ou no final do mesmo, com link para a categoria ou tag onde os artigos estão agrupados, ou mesmo diretamente para eles. O importante, aqui, é não deixar o leitor sem uma saída quando acabou de ler aquele determinado assunto.

Leia também:  Marketing digital em Curitiba

Acompanhe nossas dicas e nosso artigo sobre como fazer marketing de conteúdo.

Quer melhorar os seus resultados digitais? Peça um orçamento gratuito!

NOME*

E-MAIL*

TELEFONE

MENSAGEM

Please leave this field empty.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você precisa esatr Logado para postar um comentário.