Qual o número de palavras ideal de um texto para Internet?

Existe uma genuína demanda por textos longos entre usuários de Internet. Mas quão longo seu conteúdo precisa ser?

keyboard-694709_640

Muito se fala sobre a falta de atenção de usuários na Internet. De quanto a informação precisa ser produzida e consumida rapidamente. Mas repare nas buscas que você faz. Quando você começa a pesquisar por algum tópico de maior alcance, você, em geral, cai em uma página com texto longo certo? E quanto aos textos que você compartilha e lê no Facebook? Longos também, certo?

Pois é. Estudos demonstram que textos longos são, sim, os preferidos pelos usuários e aqueles que convertem melhor (ou seja, geram mais vendas e mais leads). De fato, entre os conteúdos que melhor aparecem nos rankings dos buscadores, mundo afora, em inglês, a média é muito alta, em ultrapassando 2.000 palavras. Deve-se notar que o estudo envolve páginas em geral, portanto incluindo muitas homepages de vários sites.

Não só isso. Mesmo em redes sociais, conteúdos com muitas palavras tendem a exibir melhor desempenho. Segundo levantamento da Kissmetrics, quanto maior o número de palavras, melhor o desempenho em uma rede de relações de negócios, como o Linkedin. De fato, conteúdo com 3500-4000 palavras tende a exibir melhores resultados naquela rede social.

No entanto, há de se pesar prós e contras. Como revela a Medium, nem sempre é preciso exibir um conteúdo longo para obter um bom número de curtidas, compartilhamentos e bons rankings. De fato, postagens bem estruturadas, mais curtas e frequentes também mostram excelente desempenho no agregado, embora cada unidade em particular tenha um pior desempenho. Como mostra o levantamento, uma média de atenção de 7 minutos por texto (que pode conter imagens e infográficos), parece ser a norma. Os textos de melhor desempenho, segundo o levantamento, exibem uma média de 1.600 palavras.

Leia também:  5 exemplos de marketing de conteúdo

Pode-se especular a razão pela qual acontece, mas é evidente que quanto mais longo e analítico o conteúdo, maiores são as chances de que este seja promovido em propaganda, impulsionado no Facebook ou colocado com destaque na página principal de um site ou empresa, recebendo assim uma maior atenção. Além disso, este tipo de post costuma conter informação atemporal, que não se torna obsoleta rapidamente. Estes fatores certamente aumentam a média de palavras do conteúdo que exibe bom desempenho. Ou seja, é preciso analisar tanto dados agregados como individuais de cada postagem.

Então quão longo o conteúdo precisa ser?

A Conteúdo sob Demanda também monitora curtidas de páginas, rankings de postagens em buscadores e leads gerados pelos seus posts. Nosso conteúdo é produzido de maneira similar à da Medium (muitos posts mais curtos e alguns mais longos). Também realizamos uma maior promoção do conteúdo mais longo, o que gera uma leve vantagem para este tipo de conteúdo.

Com base nos estudos citados acima e pela evidência empírica da prática em nossos próprios sites e naqueles de clientes, a Conteúdo sob Demanda orienta a abordagem em duas frentes, que pode variar de site a site:

  • num site onde há maior importância de conteúdo constante para uma base de assinantes mais ávida por novidades, deve-se atualizar frequentemente. O conteúdo pode ser mais curto, para que exista um maior número de compartilhamentos e uma classificação em buscadores de long tail (onde o usuário digita um maior número de palavras-chave para encontrar o conteúdo) para gerar leads e conversões de clientes bem específicos, buscando uma informação muito própria. Conteúdo de notícia, por exemplo, não precisa ser longo. De fato, é comum que mesmo grandes portais publiquem muitas postagens curtas.
  • em sites e tópicos onde há necessidade de uma análise mais profunda e para textos cuja informação não seja perecível em um curto espaço de tempo, convém utilizar textos mais longos. Isso se aplica, por exemplo, a guias, manuais técnicos e estudos de mercado mais apurados. Como este texto por exemplo.
Leia também:  Marketing de conteúdo movimentará US$ 50 bilhões em 2016 nos EUA

Como nota o blog Copypress, é preciso analisar a intenção e a necessidade do usuário e o objetivo do conteúdo. Não há uma regra específica. O ideal, contudo, é que a postagem seja bem trabalhada, levando o número de palavras necessário para que o assunto seja esgotado. Se for preciso 2.000 palavras para produzir um guia completo, ótimo. Por outro lado, se o assunto é muito específico e não há muito que escrever sobre ele, um texto mais curto já é suficiente.

No entanto, como nota o mesmo blog, não é uma boa prática produzir conteúdo muito curto. De fato, em menos de 300 palavras em um site provavelmente não passa o mínimo de informação necessária ao usuário final, tendo um impacto negativo na percepção de qualidade do site. Embora grandes portais, como mencionado acima, tenham postagens curtas, raramente estas ficam abaixo desse número de 300 palavras. De fato, muito conteúdo produzido com uma contagem abaixo disso tende a classificar um site como thin content aos olhos do Google, colocando em risco seus rankings orgânicos. O ideal é mesclar.

Como a Conteúdo sob Demanda trabalha

A Conteúdo sob Demanda está sempre atenta a estudos de mercado e tendências, além de realizar suas próprias medições internas. Cada artigo produzido por nós tem, por contrato, um mínimo de 300 palavras, para que o cliente possa ter a certeza de que foi atingida uma qualidade e profundidade mínimas.

Leia também:  Marketing digital e de conteúdo para empresas de grande porte

A Conteúdo sob Demanda também produz conteúdo mais longo, como este texto, de pouco mais de 1000 palavras. Estes são produzidos com propósito específico e, em geral, com informações técnicas providas pelo cliente, para mostrar ao público o conhecimento que a empresa tem do mercado e como a empresa pode ajudar seus usuários.

Trabalhamos com conteúdo informacional ou de descrição de produtos e serviços, dependendo da necessidade e do objetivo, sempre atrelado à área do cliente e alinhados ao objetivo (passar informação para o mercado, promover leads e vendas, etc.)

Além da produção de conteúdo, também trabalhamos com canais de distribuição, como envio de press releases e divulgação paga em buscadores e redes sociais. Na promoção, trabalhamos próximos aos clientes para que possamos analisar o desempenho de cada canal e cada texto, para alinharmos a estratégia de marketing a fim de gerar melhores resultados.

Quer melhorar os seus resultados digitais? Peça um orçamento gratuito!

NOME*

E-MAIL*

TELEFONE

MENSAGEM

Please leave this field empty.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você precisa esatr Logado para postar um comentário.